Peça Teatral: Como Vento

Não é segredo que esta autora – e também atriz- ama espetáculos teatrais.Neste fim de semana ( 04/12) fui assistir a 85ª MOSTRA MACUNAÍMA DE TEATRO, em São Paulo e vim contar um pouco para vocês.

 

GÊNERO: Uma triste farsa
• DURAÇÃO: 90 minutos
• RECOMENDAÇÃO: Livre
• DIREÇÃO: Camila Andrade
• AUTOR: Luis Alberto de Abreu

Ao entrar no teatro, o espectador tem a impressão de estar entrando em um picadeiro daqueles antigos. Tecidos coloridos  presos no teto da platéia e luzes nas cores amarelo, azul e vermelho foram cuidadosamente colocadas acima do teto do palco.

Os atores sobem ao palco pelo alçapão, abrindo a porta do recinto que se localiza abaixo do palco, um a um, ele vão aparecendo e se posicionando sentados formando uma figurina que agrada aos olhos.

Com um número rápido de lira, efeitos de fumaça e tons azulados nas partes dramáticas, o espetáculo nos leva à uma reflexão sobre como a vida passa, o tempo voa como o vento e nem nos damos conta. Todos os dias fazemos esforços para cumprir com nossas obrigações rotineiras , mas de que elas valem?

Os atores começam nos dizendo que têm inveja de nós, vivos, pois podemos fazer tudo o que queremos. Todos os personagens já estão mortos, presos em uma dimensão se esquecimento e inconsciente. Ao cair da noite, por todas elas, eles tentam se lembrar da vida, de quem eram e o que faziam. Uns conseguem se lembrar, outros, possuíam uma vida tão amarga que preferiram inventar e sonhar. Há aqueles que não se lembram de nada e um, em especial, que se lembra de tudo e prefere não falar.

O antagonista da história tenta convencer a trupe do velho circo que de nada adianta tentar se lembrar, se ao nascer do dia, todos irão esquecer.

A trupe, por sua vez, acredita que eles precisam se lembrar, para suprir aquele vazio.

O número da lira me chamou muita atenção, sou apaixonada por este equipamento circense e a apresentação foi muito delicada. A entrada e a saída dos atores pelo alçapão também ficará em minha memória por um bom tempo, por ter sido visualmente bonito.

Os palhaços foram realmente divertidos, a moça que se encantava com o circo e abandonou a família foi muito bem construída. Em Dezembro terá outra vez, com outro elenco.

De 19 a 21 de Dezembro, as 19h e 21h – Teatro 2 

Teatro Escola Macunaíma

Rua Adolfo Gordo 238, 01217-020 São Paulo, Brazil
Advertisements

2 thoughts on “Peça Teatral: Como Vento

  1. Wyllyan says:

    Que legal, atuei nesse espetáculo. Por acaso achei esse seu texto. Fico feliz que tenha gostado, e lhe agradeço imensamente pela prenseça.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s